Nossos Especialistas


Glaucoma


O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. É uma doença crônica e geralmente assintomática, o que faz com que grande número de pessoas afetadas, não saibam que têm a doença, sendo assim, o exame oftalmológico completo e regular é indispensável para o diagnóstico precoce e tratamento correto.


É uma doença caracterizada pela lesão do nervo óptico (que é responsável por transmitir a informação recebida pelo olho para o cérebro) que cursa com perda de campo visual progressiva evoluindo para cegueira nos estágios finais.


Os principais fatores de risco são antecedentes familiares de glaucoma, antecedentes de trauma ou inflamação ocular, raça negra, miopia, hipertensão arterial, diabetes, e idade maior de 40 anos. No entanto, pode afetar pessoas de todas as idades e raças.


Geralmente, cursa com pressão intraocular aumentada, mas em alguns subtipos pode ter pressão intraocular normal.

O glaucoma não tem cura, mas tem tratamento, o qual é indispensável para parar a progressão da doença e, assim, preservar a visão do paciente.


Os tratamentos existentes para glaucoma são: com medicamento (com uso de colírios anti-hipertensivos), a laser (iridotomia a laser/SLT) e cirurgias (trabeculectomia/istent/implante de tubo). O tratamento ideal para cada caso depende da avaliação do médico oftalmologista.


A trabeculoplastia seletiva a laser (SLT) é o procedimento de primeira escolha para o tratamento de alguns tipos de glaucoma, pois reduz a pressão intraocular não ocasionando efeito colateral tão importantes em comparação aos colírios.

Uma nova opção no tratamento de alguns casos de glaucoma são as cirurgias minimamente invasivas (MIGS). Nesse tipo de cirurgia são implantados dispositivos (stent) que vão reduzir a pressão intraocular. São procedimentos seguros, com menor impacto na qualidade de vida e na visão quando comparados às cirurgias tradicionais de glaucoma.


A trabeculectomia é um tipo de cirurgia indicada para pacientes que nao apresentam controle da progressão do glaucoma, apesar do uso de colirios. Essa cirurgia é realizada para controle da pressão intraocular e não tem o objetivo de melhora da visão.