Conheça os tratamentos mais recentes em doenças de RETINA

Nossos Especialistas


Doenças da RETINA


A retina é a camada de fibras nervosas que cobre a parte de trás do olho. A retina possui a função de captar o estímulo luminoso e criar impulsos nervosos que são enviados para o nervo óptico e para o cérebro e nos fazem enxergar.

Inúmeras doenças podem afetar a RETINA. Entenda um pouco mais sobre as principais doenças e os tratamentos que temos disponíveis hoje em dia.


  • Degeneração macular (DMRI)

  • Retinopatia diabética

  • Oclusão venosa da retina

  • Membrana epirretiniana

  • Buraco macular

  • Descolamento de retina

Degeneração macular (DMRI)


A DMRI (degeneração macular relacionada a idade) com o envelhecimento da população tem se tornado cada vez mais frequente, sendo hoje a causa mais comum de baixa de visao após os 55 anos de idade. Ela é causada pelo envelhecimento da região central da retina, conhecida como mácula, que leva a uma degeneração dos fotorreceptores (principais células responsáveis pela nossa visão). Existem duas formas de doença: a seca e a exsudativa. A forma seca é a mais frequente e apresenta uma progressão mais lenta. Enquanto a exsudativa é a forma mais agressiva e necessita do tratamento com as injeções de antiangiogênico o mais rápido possível. Os primeiros sinais são um embaçamento ou distorção da visao central. Com a progressao da doença a visão central vai se deteriorando cada vez mais. O diagnóstico é feito com o seu oftalmologista através de exames de mapeamento de retina e tomografia de coerência óptica da mácula. não deixe de fazer seu exame de rotina anualmente.


Retinopatia Diabética


A retinopatia diabética é a principal causa de cegueira irreversível na população economicamente ativa mundialmente. O diagnóstico precoce e tratamento adequado podem diminuir a progressão e prevenir a perda visual. Atualmente, para a retinopatia diabética temos tratamento com injeções intravítreas de antiangiogênico, implante intravítreo de dexametasona, fotocoagulação com laser de argônio e cirurgias vitreorretinianas que podem ter ótimos resultados se indicados no tempo correto. Todo paciente diabético deve consultar anualmente o médico oftalmologista para o mapeamento de retina. Assista ao vídeo para saber um pouco mais sobre os sintomas e danos que o diabetes pode causar.


Oclusão Venosa da Retina


A oclusão vascular da retina ocorre por obstrução de um ou vários vasos sanguíneos que irrigam a retina levando oxigênio e nutrientes até ela. a principal causa é a formação de coágulos e o endurecimento da parede dos vasos (aterosclerose), tendo assim como principais fatores de risco a hipertensão arterial sistêmica, o diabetes, dislipidemia, tabagismo, entre outros. A oclusão venosa da retina pode levar a um escurecimento súbito da visão, aparecimento de manchas ou perda de campo visual. O médico oftalmologista deve ser procurado o mais rápido possível, para diagnóstico e instituição de tratamento das possíveis complicações, como o inchaço da retina - tratamento com injeções intra-vitreas de antiangiogênicos, fotocoagulação com laser de argônio nas áreas de isquemia ou até vitrectomia em casos de grandes sangramentos com hemorragia vítrea.


Membrana Epirretiniana


A membrana epirretiniana é uma membrana que cresce sobre a retina, na região central (mácula), causando um enrugamento que pode levar a distúrbios visuais sentidos pelo paciente como distorção da imagem ou embaçamento da visão central. A causa da formação dessa membrana ainda não é exatamente compreendida. a principal teoria de formação seria que essa membrana é causada pela redução do vítreo (gelatina que preenche nosso olho) levando a um descolamento do vitreo da retina. Essa tração leva em algumas pessoas a microlesões na área central da retina, e numa tentativa de cicatrização temos a formação da membrana epirretiniana.


O diagnóstico é feito pelo seu médico oftalmologista através de exames de fundo de olho, podendo ser complementado pela tomografia de coerência óptica da mácula. dependendo dos sintomas e da evolução pode ser necessário tratamento cirúrgico com a retirada dessa membrana através da cirurgia de vitrectomia com peeling de membrana epirretiniana.

Buraco Macular


A parte mais nobre da retina é chamada mácula. Ela é responsável pela nossa visão central e por ela conseguimos notar os detalhes mais finos da imagem que estamos enxergando. Com o passar da idade, o gel vítreo que preenche o olho sofre alterações bioquímicas em sua composição que o induzem a se soltar da retina. Neste momento, o vítreo pode puxar o tecido retiniano, causando um buraco na mácula. Veja como ocorre.




Se não tratado precocemente, o buraco macular pode proporcionar danos irreversíveis à visão central. O tratamento é cirúrgico através da vitrectomia, procedimento no qual o gel vítreo é retirado, o buraco macular é tratado através da retirada de uma membrana que o circunda e a cavidade vítrea é preenchida com um gás. Para completar o tratamento, o paciente deverá ficar por alguns dias no pós operatório com a face voltada ao chão, permitindo assim que o gás ajude a fechar o buraco macular. No próximo video você pode ver como a cirurgia é realizada.


Descolamento de Retina


O Descolamento de Retina é uma patologia ocular grave, que ocorre quando a retina se desprende da parede ocular no fundo do olho. A porção descolada passa a não funcionar corretamente. Veja como acontece.





A principal causa do Descolamento de Retina é uma rasgadura ou rotura retiniana, que acontece quando o gel vítreo (que preenche o olho) se solta da retina. Neste processo, o vítreo pode ter pontos de aderência mais intensa e, ao se soltar, lesiona o tecido retiniano. Veja no vídeo.


Descolamento do vítreo posterior


Um sintoma muito comum é o aparecimento repentino de moscas volantes ou flashes de luz. Na grande maioria das pessoas não causa danos, mas em algumas pessoas podem levar a condições que tratadas precocemente, pode evitar uma cirurgia ou perda de visão definitiva. Veja o vídeo para entender a importância da consulta o mais breve possível ao oftalmologista para mapeamento de retina.


Tratamentos



As injeções intravítreas com antiangiogênicos são realizadas através de um procedimento simples e seguro e que pode reduzir a progressão de inúmeras doenças retinianas (degeneração macular, retinopatia diabética, oclusões venosas da retina, entre outras). Saiba um pouco mais sobre como é realizado procedimento, como é o pós operatório e sinais de alerta, assistindo aos vídeos.





A Vitrectomia é um procedimento cirúrgico oftalmológico realizado para diversas patologias. As principais são: Descolamento de Retina, Hemorragia Vítrea (ocasionada principalmente por Retinopatia Diabética), Membrana Epirretiniana e Buraco Macular. Veja o video explicativo sobre a cirurgia.